Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE DO IPLEMG – 2021

20 abril 2021 - 8 junho 2021

IPLEMG, em consonância com os acontecimentos do país e do mundo, visando a saúde do seu segurado, disponibilizará aos associados e seus respectivos cônjuges a vacina contra Gripe (Influenza) em sua composição quadrivalente (mais completa).

 

Saiba como irá funcionar

Em face à Pandemia do Coronavírus, a CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE DO IPLEMG 2021, será realizada em uma clínica especializada no segmento, que será contratada pelo Instituto.

Seguindo a recomendação do Ministério da Saúde, deve-se priorizar primeiro a vacinação contra a COVID-19 que está sendo realizada exclusivamente pelo governo.

Desta forma, a campanha de vacinação contra a gripe do IPLEMG será realizadas em etapas. 

🆘 IMPORTANTE: Para receber a vacina contra a gripe, é necessário um período de 14 dias após a vacina contra a COVID-19. 

Como irá funcionar

✅ Informe a data que você recebeu a vacina contra a COVID para nós, tanto a 1ª como a 2ª dose;

✅ Iremos calcular o período que você pode receber a VACINA DA GRIPE;

✅ Para não haver aglomeração, seu horário será agendado individualmente por nós, na clínica contratada pelo IPLEMG;

✅ Informaremos para cada um, a data, horário e local da sua vacinação contra a gripe e todas as informações necessárias.

Contamos com a colaboração de todos!

Caso você tenha alguma dúvida, entre em contato com a gente através do e-mail ou pelo WhatsApp, clicando aqui.

Estamos à disposição para auxiliar você! 😉

A gripe está entre os maiores desafios de saúde pública do mundo. A cada ano, estima-se que haja 1 bilhão de casos de influenza. Dessas ocorrências, de 3 a 5 milhões são graves, provocando de 290 mil a 650 mil mortes por doenças respiratórias relacionadas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a vacinação anual contra a gripe como a maneira mais eficaz de prevenir a doença. A imunização é especialmente importante para as pessoas com maior risco de complicações graves causadas pela influenza e também para os profissionais de saúde.

A vacina é uma forma de prevenção contra a gripe, bem como suas complicações.

 

VACINA DA GRIPE E CORONAVÍRUS

Que fique claro: a vacina da gripe não diminui o risco de contágio por coronavírus. Mas, ao proteger a população mais vulnerável, a injeção evita que o influenza sobrecarregue o sistema respiratório. E se sabe que o coronavírus tende a provocar complicações entre quem está enfraquecido por uma doença ou carrega outros agentes infecciosos no corpo.

A vacinação ainda desafoga os pronto-socorros e hospitais do sistema público e privado, que vão ter menos pacientes com gripe e mais espaço para um eventual surto de Covid-19 (o nome da doença provocada pelo novo coronavírus).

 

SAIBA MAIS SOBRE A GRIPE

TIPOS DE GRIPE E VACINAS

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou as vacinas aprovadas para prevenir a gripe em 2020. O governo refaz essa lista todo ano, porque as companhias precisam atualizar a composição dos imunizantes baseadas nas mutações constantes do vírus influenza e nos subtipos com maior probabilidade de circular pelo país nos próximos meses.

Esse ano, a vacina trivalente ofertada gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) protegerá contra os vírus H1N1, o H3N2 e o influenza do tipo B Victoria.

Já as versões tetravalentes, disponíveis apenas na rede particular, resguardam contra os subtipos mencionados logo acima e também o tipo B Yamagata.

O IPLEMG entendendo ser o tipo mais completo de vacina sempre oferta aos seus segurados a composição tetravalente.

Quem analisa os dados epidemiológicos e faz essa seleção é a Organização Mundial de Saúde (OMS), com o auxílio de instituições de todo o mundo, inclusive do Brasil.

Ressaltamos mais uma vez a que a vacina contra a gripe deve ser realizada anualmente, porque a gripe pode ter consequências sérias, como pneumonia e infarto. Além disso, a imunidade contra a gripe dura até um ano após tomar a vacina. Outro fator é que a composição da vacina varia conforme os vírus que circularam no ano anterior, como explicado acima.

 

TIRA-DÚVIDAS SOBRE A VACINA

QUAL A DIFERENÇA DA GRIPE COMUM PARA A INFLUENZA?

A influenza é comumente conhecida como gripe. Trata-se de uma doença viral febril, aguda, geralmente benigna e autolimitada. Já o vírus influenza A/H1N1 é responsável por epidemias sazonais e pelas grandes pandemias. O H1N1 é uma doença respiratória dos porcos e leva a desdobramentos graves.

QUANDO PROCURAR O MÉDICO?

O paciente que tiver sintomas de gripe e febre alta deve procurar assistência médica nas primeiras 24 horas. Os antivirais são recomendados preferencialmente nas primeiras 48 horas. É importante detectar a gripe H1N1 precocemente para se evitar casos agudos e internações.

O USO DE MÁSCARAS AJUDA?

Isso é para quem está doente. A máscara faz uma proteção mecânica, que evita a disseminação do vírus a partir de uma pessoa que está tossindo e espirrando. É importante também para diminuir o contato com outros micro-organismos e agravar um quadro clínico.

HÁ GRUPOS DE RISCO?

Algumas pessoas, como idosos, crianças, gestantes e pessoas com alguma comorbidade possuem um risco maior de desenvolver complicações. A melhor maneira se prevenir contra a influenza sazonal é se vacinar todo ano.

COMO SE PREVENIR CONTRA A GRIPE?

Para evitar o contágio é preciso redobrar a atenção com a higiene das mãos e evitar aglomerações. Procure utilizar lenços descartáveis, evite tossir nas mãos, que são veículos de transmissão, lave sempre bem as mãos com água e sabão e use papel-toalha, evite lugares fechados e com grande número de pessoas, mantenha os ambientes ventilados e não compartilhe objetos de uso pessoal. A vacinação é uma das formas de prevenção mais eficientes, é indicada a partir dos 06 meses de vida.

QUEM PODE SER VACINADO NOS POSTOS DE SAÚDE?

O “Ministério da Saúde libera a vacina contra gripe (somente a trivalente) de forma gratuita para os seguintes grupos:

  • Idosos com mais de 60 anos;
  • Adultos com 55 a 59 anos;
  • Crianças de 6 meses a 6 anos incompletos (5 anos, 11 meses e 29 dias);
  • Gestantes;
  • Puérperas (mulheres que tiveram um filho nos últimos 45 dias);
  • Trabalhadores da área de saúde;
  • Professores de escolas públicas e privadas;
  • Povos indígenas;
  • Portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas;
  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estão sob medidas socioeducativas;
  • População privada de liberdade;
  • Funcionários do sistema prisional;
  • Profissionais de forças de segurança e salvamento (policiais e bombeiros, por exemplo).

NÃO FAÇO PARTE DO GRUPO QUE PODE SE VACINAR PELA REDE PÚBLICA, E AGORA?

Para todos que não fazem parte dos grupos cobertos pela campanha pública de vacinação, a recomendação é procurar clínicas particulares que sejam especialistas em imunização.

QUAIS AS REAÇÕES DA VACINA?

Os efeitos mais comuns da vacina contra a gripe ocorrem já no local da aplicação. São relatados, muito eventualmente, casos de dor local, endurecimento e vermelhidão, que podem durar até 48 horas. Mais raramente a vacina ocasiona reações sistêmicas, como febre e dores musculares.

MESMO COM GRIPE POSSO TOMAR A VACINA?

Sim, é possível desde que não se esteja com febre. Porém, é importante lembrar que a vacina não vai aliviar os sintomas da gripe já instalada. O objetivo de tomar a vacina contra gripe é prevenir novos casos quando houver um surto. Se a pessoa já estiver contaminada com o vírus, a dose não vai fazer efeito contra essa infecção. Vale reforçar que a vacina não provoca gripe. Ela é produzida com vírus mortos e inativados, incapazes de causar a doença. Portanto, se a pessoa estiver gripada, não apresentar febre e decidir tomar a vacina, ela não vai ficar mais doente por isso.

QUAIS AS COMPLICAÇÕES DA GRIPE – INFLUENZA

Quadro clínico da influenza costuma ser mais grave. Ocorrem febre alta, calafrios, dor de garganta, tosse, mialgias e cansaço. As complicações mais temidas são pneumonia viral ou bacteriana, síndrome respiratória aguda grave(SRAG) e, nos casos mais graves, óbito. As complicações ocorrem de forma mais grave em crianças abaixo de 5 anos, idosos, gestantes e puérperas (pós-gravidez) e pessoas com patologias crônicas.

 

PREVINA-SE CONTRA A GRIPE

VERIFIQUE O CALENDÁRIO DE VACINAÇÃO RECOMENDADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÃO DE ACORDO COM A FAIXA ETÁRIA.

PREVINA-SE!

 

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE DO IPLEMG – 2021

Detalhes

Início:
20 abril 2021
Final:
8 junho 2021
Categoria de Evento: